O que há de errado com o shampoo?

O que há de errado com o shampoo?

Dois compostos químicos presentes na grande maioria dos produtos: sulfatos agressivos e petrolatos. Os sulfatos geralmente são incorporados às fórmulas por produzirem bastante espuma e causarem a falsa impressão de limpeza. Porém, o que de fato acontece, é que as impurezas do cabelo vão embora, bem como a proteção natural do couro cabeludo. Já os petrolatos, que estão presentes nas máscaras e condicionadores e, embora transmitam uma sensação de hidratação, criam uma película impermeável que barra a reposição nutricional dos fios.

Ao abolir tanto os sulfatos, que desprotegem o couro cabeludo, como os petrolatos, que encapam o fio, os cabelos podem ganhar nova vida, garante a cabeleireira Daniela Lisboa, que atua em um salão especializado em cachos. Segundo ela, o uso das técnicas proporciona maior saúde e brilho para os fios e não tem contraindicação.

lavar-cabelo

“As técnicas No Poo e Low Poo podem ser feitas em qualquer tipo de cabelo e em qualquer pessoa, sejam homens, mulheres ou crianças”, esclarece.

Apesar de a técnica ter sido desenvolvida em parceria entre os cabelereiros Denis da Silva, brasileiro, e Lorraine Massey, uma inglesa cacheada que propôs uma fórmula para conservar a hidratação natural dos fios, pessoas com cabelos lisos também podem ser beneficiadas com o tratamento. Isso porque o Low Poo interrompe o efeito rebote que aumenta a oleosidade do couro cabeludo quando se faz uso de shampoos agressivos.

Mas, cuidado com a pegadinha: shampoos sem sal (sem cloreto de sódio) são diferentes de shampoos sem sulfato.

Adaptado de EBC

Sobre No e Low Poo

Os métodos de No e Low Poo podem dar certo para todo tipo de cabelo, desde os mais lisos até os mais crespos. Teste e confira! ;)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *